Categorias
Dicas de cozinha

Guia do bolo perfeito

Dicas e truques para fazer o bolo perfeito

Certamente esse guia do bolo perfeito vai te ajudar a nunca mais errar na hora de preparar aquele bolinho delicioso. Além disso, vai trazer dicas práticas para facilitar sua vida na cozinha.

Confira como fazer esse delicioso bolo de limão siciliano

Confira as 10 dicas para o bolo perfeito

1. Comece lendo a receita com atenção

Pode parecer uma dica muito simples, mas a verdade é que muitas vezes percebemos no meio da produção a falta de algum ingrediente, assim como paramos a produção no meio para fazer algum tipo de pré preparo necessário.

Dessa maneira, antes de colocar a mão na massa comece lendo a receita com atenção, assim como separando todos os ingredientes que você vai precisar.

2. Ingredientes na temperatura certa

Nada de tirar os ingredientes da geladeira direto para a sua massa, ok? Os ovos, leite, manteiga devem estar em temperatura ambiente, por isso deixe os mesmos do lado de fora da geladeira por alguns minutos antes de começar sua receita.

Porém, podem existir sim algumas receitas que levam ingredientes gelados (e até quentes). Por isso, atenção à receita.

Nesse bolo de chocolate a água entra morna e isso faz toda a diferença.

3. Use as medidas corretas

Com toda a certeza ser preciso na hora de incluir as quantidades dos ingredientes é muito importante para um bolo perfeito. Caso vá preparar seu bolo de forma profissional, meu conselho é que utilize as medidas em peso, dessa maneira você conseguirá ter um padrão mais correto.

No entanto, se você vai fazer seu bolo para servir em casa, você pode ser menos rígido na busca desse padrão. Porém, mesmo assim, ainda indico que utilize as medidas padrões, assim como xícaras e colheres medidoras.

Nesse post você pode conferir uma tabela de medidas que pode te ajudar bastante.

4. Forno na temperatura certa

Se acaso você é daquelas pessoas que só ligam o forno na hora de colocar o bolo para assar eu preciso te informar: você está fazendo isso errado!

O forno caseiro precisa de alguns minutos para chegar na temperatura ideal. Por esse motivo é importante pré aquecer, já que para assar o seu bolo com perfeição sua massa precisa sofrer um choque térmico para ativar o fermento.

O ideal é assar seu bolo em temperatura média, que gira em torno dos 180° a 220°.

Porém, é importante ressaltar que algumas receitas podem ser exceções para essa regra, como por exemplo o pão de ló. Dessa maneira, reforço mais uma vez: leia atentamente a receita!

5. Peneira para os ingredientes secos

Com toda a certeza a possibilidade de conseguir uma massa mais leve e fofinha será muito maior se você não esquecer de peneirar os ingredientes secos, como farinha, açúcar e chocolate em pó.

Como resultado, você evitará, principalmente a criação de grumos que podem prejudicar o crescimento da sua massa.

6. Fazer o bolo na batedeira ou à mão?

A resposta para essa pergunta é: depende! Na verdade algumas massas podem ser feitas até mesmo usando um liquidificador.

Massas mais simples, com toda certeza podem ser feitas à mão. Na verdade, se você tiver força nos braços qualquer bolo pode ser feito dessa forma!

Porém, inegavelmente uma dica para se seguir é: massas mais leves, principalmente as que levam claras em ovos ficam melhor se feitas em batedeiras. Massas mais líquidas podem ser feitas no liquidificador.

Esse bolo de fubá com leite de coco pode ser feito no liquidificador e à mão.

7. Teste seu fermento

É provável que esse seja um dos principais problemas para um bolo dar errado. Principalmente se você pouco usa esse ingrediente no seu dia a dia. Dessa forma minha sugestão é fazer o teste antes de começar o seu bolo.

Para testar seu fermento basta adicionar 1 colher de chá em um pouco de água quente, se não borbulhar tá na hora de comprar um novo.

Além disso, em algumas receitas há a necessidade de inclusão do bicabornato. Mas você sabe a diferença entre eles?

  • Bicabornato de sódio e fermento químico

Para começar é importante dizer que a maioria das receitas aqui no Brasil levam o fermento químico. Por isso, é importante seguir a receita já que um não substitui o outro.

Ambos tem como papel dar volume e leveza às massas. Mas fazem isso de forma diferente. Na teoria, para uma massa crescer você precisa combinar o bicarbonato com algum ácido líquido para que haja a reação.

O fermento químico é um composto já pronto que não precisa da adição do elemento ácido. Além disso, tende a ter sabor neutro, o que nem sempre acontece com o bicabornato, que por causa de algumas reações químicas pode deixar sabor residual no seu bolo.

8. A ordem dos ingredientes

Sem dúvida essa é uma dica simples que faz diferença no resultado final. Em regras gerais, o ideal é que os ingredientes secos e, principalmente, o fermento, seja incluído por último.

Muitas vezes, os ovos e a manteiga precisam ser misturados com mais vigor, enquanto os ingredientes secos devem ser adicionados delicadamente e só o suficiente para que sejam incorporados.

Essa regra é válida principalmente para receitas preparadas no liquidificador, onde você deve primeiro bater os líquidos para só depois incluir os ingredientes secos (e de preferência, a farinha deve ser adicionada depois, assim como o fermento).

9. Escolha a forma ideal

O tamanho da forma é um fator bem importante. Além disso, como você vai servir, também vai ser um fator que pode interferir na sua escolha.

Uma dica muito importante é que você preencha somente 2/3 da capacidade da sua forma com massa, dessa maneira não tem perigo dela transbordar.

Além disso, caso você vá umidificar a sua massa com uma calda, certamente fazer um bolo não tão alto, facilita e muito na hora de deixar bem uniforme sem prejudicar a estrutura da massa.

Eu sempre prefiro fazer o bolo de cenoura em formas quadradas e retangulares, dessa maneira a proporção de massa e cobertura fica perfeita! E essa receita é simplesmente divina.

10. Untando a forma corretamente

Se você tem dificuldade para desenformar seu bolo com perfeição, é provável que esteja errando nesse passo. Se você untar bem a sua forma, a probabilidade de ter um bolo inteiro é muito maior.

Para isso, você pode usar:

  • Gordura + farinha: Acredito que seja a dupla mais utilizada no dia a dia. É muito importante que ao espalhar a gordura você faça isso de forma uniforme, assim como a farinha, que deve entrar com uma fina camada. Para a gordura você pode usar manteiga ou óleo vegetal (como óleo de coco por exemplo). E para a farinha, além da de trigo, você pode optar por opções sem glúten (no caso de alguma restrição). Caso seu bolo seja de chocolate, meu conselho é usar chocolate em pó no lugar da farinha;
  • Calda: Geralmente os bolos que possuem uma camada de frutas caramelizadas usam somente a calda, sem necessidade de utilização de gordura ou farinha;
  • Spray desmoldante: Uma solução super prática para untar qualquer tipo de forma, já que aquelas mais desenhadas geralmente dão mais dor de cabeça para serem untadas.
Para esse bolo de banana utilizamos a calda para untar a forma e como podem ver, fica perfeito!

11. Como assar perfeitamente seu bolo

Salvo algumas exceções, a maioria dos bolos deve ser assada em temperatura média, que varia entre 180° a 220°.

O tempo pode variar de acordo com a forma escolhida. Por isso, é bom ficar de olho.

Mas é importante reforçar: evite ao máximo a abertura do forno enquanto assa seu bolo, principalmente nos 20 minutos iniciais. Dessa forma você evita a entrada de ar frio o que pode interromper o cozimento do seu bolo, que pode murchar.

Para saber se o seu bolo está pronto, nada melhor do que o velho truque do palito. Para bolos convencionais, o palito deve voltar completamente limpo. No caso de massas mais úmidas, como bolos sem farinha e brownies, é importante que o palito volte com pequenos pedaços de massa.

12. Desenformando seu bolo

Bolo quentinho é inegavelmente uma das coisas mais deliciosas que existem. Então, é provável que você já queira desenformar no momento exato em que tirou o seu bolo do forno.

Mas é importante que você aguarde alguns minutos antes de fazer esse passo. Dessa forma, sua massa acaba o processo de cozimento e a estrutura do seu bolo estará mais firme para ser desenformado.

Você pode usar uma espátula para te ajudar a soltar as laterais, mas, é possível, que se você tenha untado bem a sua forma, perceba que o mesmo estará descolando facilmente após alguns minutos esfriando.

Mas lembre, não desenforme seu bolo completamente frio, porque ele pode esfarelar.

Mais informações sobre o bolo perfeito

É provável que esse bolo de laranja te conquista na primeira mordida.

Qual a diferença do bolo feito com óleo e com manteiga?

Certamente você já conferiu inúmeras receitas que tem como principal diferença o fato de usar óleo ou manteiga na massa. Mas você sabe o que a escolha desses ingredientes muda na estrutura do seu bolo?

  • Massa com óleo: a utilização do óleo se dá em massas mais líquidas e o resultado do bolo preparado com esse ingrediente tende a ser mais leve e fofinho. Além disso, massas com essa base são as melhores para bolos gelados, já que não ficarão quebradiços quando refrigerados;
  • Massa com manteiga: geralmente massas amanteigadas são mais densas, firmes e com mais textura. São ótimas massas para serem confeitadas.

Aliás, por aqui quase sempre usamos manteiga com sal nas nossas massas. Para quem não sabe, a adição de sal à preparos doces tendem a realçar os sabores. Porém, caso a quantidade de manteiga seja grande, prefira realmente a versão sem sal.

Bolo para confeitar

Se você quer fazer um bolo com camadas, escolher uma massa amanteigada pode ser o ideal.

Além disso, é importante optar por uma massa mais densa, que possa aguentar não só o peso do recheio como também uma possível umidificação com calda.

Uma opção é buscar receitas que possuam a mesma proporção de manteiga, farinha e açúcar já que esses tendem a crescer por igual. Porém, caso opte por uma massa que não seja dessa forma, pode ser necessário nivelar sua massa antes de criar as camadas.

Esse bolo amanteigado é uma ótima opção de base para bolos com recheios.

Caldas para deixar o bolo molhadinho

Como não amar aqueles bolos bem molhadinhos? Essa dica porém, também é uma forma de salvar bolos que tenham ficado demasiadamente secos, seja por um problema na proporção da massa ou até mesmo tempo de forno excessivo.

Para umidificar seu bolo, há 2 opções:

  • Calda de açúcar: possivelmente a mais utilizada. Principalmente por ter mais durabilidade e ser a escolha ideal caso você vá fazer um bolo para uma ocasião especial. Para faze-la a proporção é de 1 xícara de água para cada 200 g de açúcar. E basta levar essa mistura para uma panela e cozinhar por aproximadamente 5 minutos após o açúcar ter dissolvido. O ideal é utiliza-la ainda quente. Além disso, você pode adicionar sabor incluindo raspas de frutas, bebidas alcóolicas e extratos à sua calda;
  • Calda de leite: por mais que traga um resultado delicioso, pode deixar seu bolo com menor durabilidade. Dessa maneira, o ideal é ser usada em caso de consumo rápido. O bolo de chocolate, com toda a certeza é um dos que ficam mais deliciosos regado com uma mistura de leite e chocolate em pó.

Como armazenar seu bolo

Inegavelmente, o tipo de bolo e cobertura/recheio vai interferir nessa resposta. Bolos simples podem ser armazenados fora da geladeira e geralmente mantém suas texturas e sabores por 2 a 3 dias (pode depender da massa).

Caso seu bolo possua cremes que poderiam estragar sem refrigeração, o ideal é guardar em potes hermeticamente fechados na geladeira. Lembrando que os bolos com manteiga, se refrigerados, devem ficar em temperatura ambiente por alguns minutos para que a massa não fique quebradiça.

SUPER DICA: Sobrou um pedaço daquele bolinho simples? Corte em fatias e faça deliciosas torradas.

Quer guardar esse guia do bolo perfeito? Salve no seu Pinterest

Quer mais receitas de bolo? Confira esses especiais:


Por Cami

A cami cuida de toda a curadoria de conteúdo, concepção de receitas, estratégia digital e do food styling do naminhapanela. E tem sempre uma receita de família para testar e trazer por aqui.

Ver arquivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.