fbpx

conhecendo a família

por Posted on

Saúde, amigos(as), é com muito prazer que inauguro essa coluna para falar exclusivamente sobre o líquido que salvou o mundo*: a CERVEJA. Vamos iniciar nossa jornada no ano de 4300 a.C., onde os babilônios… Não, mentira, vamos levar essa coluna sem enrolações, da forma mais direta possível! Dito isso, que tal ficarmos mais confortáveis com o assunto primeiro CONHECENDO A FAMÍLIA? Existem inúmeros estilos de cerveja feitos no mundo todo, podemos pensar na casa das centenas, (e você aí só bebendo um tipo a vida toda, hein?) e todos esses estilos são subordinados a basicamente 3 famílias: ALE, LAGER e LAMBIC. Vamos nos aprofundar um pouco mais?

:::ALE
As Ales são cervejas fermentadas em temperaturas altas (de 15 °C a 24 °C), que consequentemente resulta em uma fermentação mais rápida. Esse modo de fazer cerveja é o mais antigo e dominou a produção cervejeira pelo menos até meados do século XIX, quando começou a ser empregado o método de baixa fermentação (Lager). Dentre os estilos mais difundidos dessa família podemos destacar: Weissbier, IPA (Índia Pale Ale), Pale Ale, Stout, Witbier, etc.

CUSTO X BENEFÍCIO X DISPONIBILIDADE

Hoegaarden – Witbier
Estilo belga das cervejas de trigo, muito leve, refrescante e temperada. Tem adição de casca de laranja e semente de coentro na receita, conferindo um toque cítrico e levemente picante.

Eisenbahn Pale Ale – Pale Ale
Excelente porta de entrada para o lado mais amargo das Ales. É uma cerveja de cor âmbar e de amargor moderado, balanceado pela doçura do malte.

Colorado Demoiselle – Porter
Uma Ale escura, feita com malte torrado em abundância e adição de café. Na boca traz notas de café e um pouco de chocolate.

:::LAGER
É a família mais conhecida e representa aproximadamente 90% do consumo mundial de cerveja. Ao contrário das Ales, as Lagers são fermentadas em temperaturas baixas (de 6 °C a 12 °C) e começou a ser empregada mais amplamente depois do surgimento de tecnologias que permitiam um maior controle de temperatura. Dentre os estilos mais difundidos podemos destacar: Pilsen, Doppelbock, Dunkel, Schwarzbier, etc.

CUSTO X BENEFÍCIO X FACILIDADE PARA ENCONTRAR

Paulaner Hell – Helles
Excelente exemplar de uma cerveja com presença balanceada de lúpulo e malte. Tem amargor suave e notas que podem lembrar pão, oriundas do malte.

Eisenbahn Dunkel – Schwarzbier
Lager escura, feita com boa quantidade de malte torrado. Possui 4,8% de teor alcoólico e amargor moderado, uma das melhores opções para entrar no mundo das cervejas escuras.

Paulaner Salvator – Doppelbock
Cerveja encorpada e com teor alcoólico relativamente alto (7,9%). Aroma de malte e caramelo e levemente licorosa.

Lição de casa: comprem essa listinha e tentem perceber as nuances descritas aqui. Uma dica importante é sempre degustar da mais fraca para a mais forte. Não sabe como categorizar ainda? siga a ordem cronológica do próprio post dentro de cada família. Nos aprofundaremos cada vez mais no assunto falando sobre rótulos específicos, diferentes estilos, curiosidades e muito mais, me aguardem. Até a próxima, panelenses, saúde!

*Duvidam que a cerveja salvou o mundo? Então vejam: https://www.youtube.com/watch?v=xO53rQ9nqQs

P.S.: Existe também a família das cervejas de fermentação expontânea (Lambic) mas devido sua especificidade abordaremos ela em um outro encontro.

combina com

O que você acha?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2 Comments
  • Fabíola Maneschy
    agosto 21, 2015

    Ameeeeeei essa coluna!!! Há pouco mais de um ano virei “apreciadora” de cervejas “especiais” e foi muito bom ler essa explicação, já que estou entrando nesse mundo com a “cara e a coragem” kkkkk
    Vou seguir suas dicas, e provar os diferentes estilos, para tentar identificá-los pelo paladar!
    Parabéns ao blog!
    Bjs

    • Fernando Teixeira
      agosto 24, 2015

      Que legal, Fabíola, fique atenta porque nos aprofundaremos cada vez mais. =*

Anterior
Torta de coco com limão
conhecendo a família