crepioca de espinafre

pronto, gourmetizei a crepioca! não me julguem, façam e comprovem: ficou uma delicia! sim, eu tinha lá minhas dúvidas sobre a tal da crepioca… podem me chamar de tradicionalista, mas pô tapioca é deliciosa por si só e o ovo, mais versátil que ele não há e muitas vezes não carece de mais nada não, só ele mesmo.

mas resolvi dar uma chance para a junção dos dois e tá aí, não é que eu gostei! gostamos na verdade, porque o rafa super aprovou!

mas como vocês sabem, nada será tão simples assim e aí resolvi incrementar a deixar o negócio mais saudável e gostoso! e dá-lhe espinafre!

crepioca de espinafre2

minha gente que cor mais maravilhosa não? eu tô apaixonada até agora e a certeza é que vou repetir várias vezes!

acho que a maioria das pessoas já devem conhecer essa receitinha, mas só pra lembrar anota aí: a base é a mistura de 1 ovo e 1 colher de sopa de goma de tapioca. por aqui fiz 3 receitas e processei com os ovos 1 xícara de espinafre cozido e só depois misturei a tapioca. sal é a gosto e na hora de grelhar, ainda salpiquei chia para deixar mais lindo saudável!

ahh, o recheio pode ser o que sua criatividade mandar! mas por aqui fomos de frango com requeijão e amêndoas (phynos) e tava muito, muito bom!

ps: para grelhar, precisei colocar um tantinho de azeite na frigideira para não grudar!

 

bolo de fubá e iogurte

esse bolo tem sido feito quase todo final de semana aqui em casa! e ele nada mais é do que a releitura de uma receitinha que há tempos apareceu por aqui. o negócio, é que a nova versão dele ficou ainda melhor que o original e eu precisava dividir isso com vocês!

além de ele ser especialmente gostoso, acho o máximo ele não virar um bolo gigante, o que cabe na medida para esses gulosos, mas que continuam sendo só 2 (vulgos cami e rafa)!

e eu amo bolo de fubá e o rafa fica buscando os maiores pedaços de goiabada e assim nos completamos <3

bolo de fubá com iogurte3

bolo de fubá com iogurte2

ele fica molhadinho e leve, como poucos bolos de fubá ficam. e é super fácil de fazer!

no liquidificador (ueebbbaaa) adicione 200ml de iogurte natural (olhe o ps no final – importante), 1 xícara de fubá, 1 xícara de açúcar (tenho usado o orgânico), 1/4 de xíc. de óleo e 2 ovos. bata bem para não ficar com nadica de cheiro de ovo. depois é a vez de 1/2 colher de sopa de fermento para bolo e pulse algumas vezes só para misturar direitinho.

unte bem a forma, eu gosto de passar manteiga e fubá ou flocão de milho, assim a tensão de desinformar diminui um pouco, porque sim, ela estará sempre lá, rs… aí amores é cortar uns pedacinhos de goiabada, passar no fubá e ir mergulhando na sua massa. a quantidade? o que seu coração mandar :-*

por aqui, com o forno em temperatura média são uns 40 min e tá pronto! mas é naquele esquema, espetou o palitinho, veio sequinho, pode tirar!!

eu sei, eu sei, deveria deixar eles esfriar bem, massss… eu sou louca por bolo quentinho! e por isso, depois q ele esfria, geralmente coloco ele no microondas uns 15s só pra ele ficar quentinho de novo e com a goiabada derretendo!!!

ps: essa receita da foto foi feita com o iogurte natural normal, mas geralmente gosto de usar o grego, também natural, e olha dá uma diferença na textura viu? ele fica mais levinho, por isso fica a dica!

 

pão tipo australiano

ôôô cami, explica melhor esse título aí, tipo australiano, como assim? pois bem amiguinhos, essa delicinha ficou com um Q daquele pãezinhos do outback, mas não igual. e nem sei se lá na Austrália o pão é assim mesmo, rs… é tipo o nosso francês, que amores posso dizer, acho que não tem na França não, rs..

mas a verdade é que o que importa mesmmoo é que ele fica mais do que gostoso, fica com um cheirinho adocicado, bem leve e fofinho e com gostinho de quero mais!

pão tipo australiano2

e ó, fiquei achando que ele ficaria perfeito se você assasse tipo briochinhos, dá só uma olhada nessa receita antiga que mostra como fazer!

por aqui preparamos a massa na máquina de pão, que tá sendo mega utilizada, mas não desanima se não tiver uma dessas por aí não! você vai fazer uma mini terapia (e um tiquinho de exercício) dando aquela sovada, mas nada demais!

bora começar acordando o fermento de leve? então misture 1 copo (200ml) de água morna, 5g de fermento biológico em pó e 2 colheres de açúcar mascavo. deixe quietinho para dar uma crescida. uns 20 minutos devem ser suficientes.

após esse tempo, em um bowl misture 2 xíc. de farinha de trigo, 1 xíc. da farinha de trigo integral, 2 colheres de sopa de mel, 1 colher de sopa de cacau em pó, 1 colher de manteiga e a mistura de fermento. agora amores é sovar a massa e pode transferir sua massa para uma bancada com um tanto de farinha. a ideia é ela ficar levemente úmida, mas soltando da mão.

deixe crescer por cerca de 1 hora, coloque-as no formato que você deseja assar e deixe dobrar de tamanho!

na hora de assar, um super truque que sempre usamos é pré aquecer o forno e antes de colocar os paezinhos pra assar, borrifar água nas paredes do forno, assim cria um vapor e a casquinha do pão tende a ficar mais fininha. por aqui 25 min de forno em temperatura média foi suficiente.

PS: vc tem máquina de pão? então você vai colocar todos os ingredientes de uma vez na ordem: farinha, açúcar, mel, água, manteiga, cacau e fermento. e aí escolhe se só vai fazer a massa, ou vai assar nela tbm ;-)

PS2: esse pão com uma manteiga derretendo, ó deus!!!

PS3: por aqui deixamos o pão esfriar e guardamos em um saco plástico na geladeira e vamos comendo ao longo da semana, esquentando na sanduicheira e fica perfeito!

PS4:  geralmente peneiramos a farinha integral e usamos os grãos mais grossinhos para colocar por cima do pão!

(essa coisa de ps é muito coisa de adolescente que cresceu lendo capricho, rs…)