Qual a diferença entre peru e chester?

Já se perguntou qual a diferença entre peru e chester? E até mesmo se não vale garantir um frango ou um fiesta para a sua ceia? Pois nós vamos te explicar o que é cada opção de ave que você encontra no mercado, para, dessa forma, te ajudar na hora da escolha.

Qual é a melhor ave para ceia de Natal?

Sem dúvida, não existe uma resposta única para essa pergunta. Isso porque a escolha da ave deve levar em conta diversos fatores, como:

  • Quantidade de convidados;
  • O quanto você quer gastar;
  • Assim como, gosto pessoal.

Certamente, ter uma ave na ceia de natal já se tornou uma tradição e é difícil ver alguma família que não tenha pelo menos 1 opção delas na mesa.

Qual a diferença entre peru e chester
Confira qual a melhor ave para a sua ceia e super dicas de preparo!

Qual a ave natalina mais barata?

Se você quer economizar, com toda a certeza, deve escolher o frango convencional. Isso porque, é possível encontrar diversas opções com preços muito mais amigáveis do que as aves tipicamente natalinas, como cheester e peru por exemplo.

Caso essa seja a sua escolha, você pode optar pelas versões temperadas ou não. Eu, inegavelmente, sempre prefiro adicionar meu próprio tempero e garantir que fique do jeito que eu gosto. Mas se você prefere praticidade, a opção temperada pode ser uma ótima pedida.

De qualquer forma, é importante lembrar que esse tipo de ave geralmente tem um tamanho menor. Por isso, caso vá servir um grande número de pessoas, pode ser necessário assar mais de 1 frango.

Qual a diferença entre peru e chester?

Com toda a certeza, o cheester e o peru são as aves mais consumidas nas ceias natalinas. Mas você sabe a diferença entre elas?

Peru

Inegavelmente um clássico das ceias de final de ano, o peru é uma ave grande, tendo uma média de 3 a 5kg, que tem sabor bastante característico.

Geralmente é vendida já temperada e congelada e tem como principal ponto de atenção a necessidade de um longo tempo de cocção em temperatura baixa para que sua carne fique macia e suculenta, uma vez que tem menos gordura.

Porém, é uma das aves mais caras dessa lista.

Cheester

Antes de mais nada é importante saber, que o cheester não é uma ave e sim uma variação genética do nosso frango. Como principal característica, a ave possui uma grande quantidade de peito (por isso o nome, já que chest em inglês significa peito).

Geralmente tem o dobro do tamanho de um frango comum, tendo em torno de 4kg. Tem a carne clara e bastante suculenta.

Porém, é importante ficar de olho, já que cheester é uma marca e você pode encontrar outras aves de tamanho semelhante com outros nomes como Fiesta, por exemplo.

Outras aves para servir no Natal

De fato, você não precisa ficar restrito as aves mais tradicionais. É possível servir uma bela ceia com opções mais diferenciadas, como por exemplo:

  • Pato: Mesmo não sendo uma ave tão comum na mesa dos brasileiros, pode sim ser uma ótima opção. Com sabor bastante característico é uma boa sugestão para quem quer diferenciar;
  • Codorna: Outra ave não muito comum mas que também pode ser uma opção para a sua ceia. Geralmente é servida em porções individuais devido ao seu tamanho;
  • Galinha caipira: Essa opção poderia ser considerada como frango, certamente. Porém, é importante que você saiba que esse tipo de ave tem cozimento um pouco diferente, e pode sim ser mais saborosa.
Qual a diferença entre peru e chester

Como assar Chester, peru e outras aves natalinas

Ave escolhida? Agora é hora de você aprender como preparar sua ave para deixa-la ainda mais gostosa para a sua ceia de natal!

Descongele

É provável que você vá comprar uma ave congelada, já que essa é a forma mais comum de comercialização. Só que é essencial que você descongele lentamente para um resultado ainda melhor. O ideal é realizar essa etapa na geladeira, durante 24 a 48h dependendo do tamanho da sua ave.

Depois desse tempo deixe em temperatura ambiente por algumas horas. Porém, caso o dia esteja muito quente, diminua esse tempo, já que sua carne pode começar a degradar.

Tempere

Hoje em dia a maioria das aves características dessa época são vendidas já temperadas. Caso esse seja o seu caso, não indicamos adicionar muitos temperos a mais, principalmente sal, já que isso pode deixar sua carne salgada demais.

Nesse caso, o que aconselhamos fazer é adicionar uma bela camada de manteiga, não só por toda a pele, como também entre a pele e o peito. Além disso, rechear com laranja ou limão, cebola, alho e ervas como tomilho e alecrim, trazem ainda mais sabor.

Caso opte por uma ave sem tempero, você pode tanto temperar fazendo uma marinada líquida (geralmente com vinho branco, suco de laranja, ervas frescas como tomilho e alecrim e temperos secos, como cebola e alho em pó, por exemplo) ou então, adicionando tempero seco com sal e temperos e deixando a carne absorver por algumas horas.

Nesse último caso, também aconselhamos rechear, que pode ser como indicamos acima ou então adicionando farofa, uma outra forma bastante tradicional.

Amarração

Com toda a certeza é importantíssimo fazer uma amarração das coxas e asas para que sua ave saia bem bonita do forno.

Para esse passo, recomendamos usar um barbante de algodão ou linha sem cor.

Asse sua ave

De fato outro passo extremamente importante na hora de preparar sua ave. Para isso confira nossas dicas:

  1. Antes de mais nada, opte por uma travessa com laterais mais baixas, dessa forma, o calor irá ser melhor distribuído por toda a sua ave;
  2. Além disso, assar sua ave sobre uma grade ou então, acima de uma camada de batatas ou cebolas, permite que ele não fique em contato com o líquido e gordura liberado durante o cozimento. Dessa maneira, vai garantir uma pele mais crocante;
  3. Caso sua ave seja grande, cubra com papel alumínio na primeira parte do cozimento. Isso vai permitir que o calor se concentre e a carne asse mais uniformemente. Caso opte por um frango pequeno, não há necessidade de cobrir. E claro, você pode optar por um saco de cozimento, caso encontre um no tamanho da sua ave;
  4. Asse em temperatura baixa para uma carne mais suculenta. A primeira parte do cozimento deve ser feita com o forno com temperatura máxima de 180°. Após as primeiras horas de cozimento, você pode aumentar o forno a 200 a 220° para dourar a pele;
  5. Regue sua ave enquanto está dourando. Seja com uma mistura ou até mesmo com o líquido que vai sair do seu assado, é essencial regar 2 a 3 vezes enquanto doura sua ave. Dessa forma, você terá uma pele suculenta e não ressecada.

Para ter certeza que sua ave está pronta, indicamos usar um termômetro para verificar se a temperatura da carne chegou a 74°. Essa é, sem dúvida, a forma mais confiável de ter certeza que sua ave está cozida perfeitamente.

Por quanto tempo devo assar minha ave?

É provável que essa seja uma dúvida comum, uma vez que a carne de aves não deve ser consumida mal passada, assim como você não quer servir uma carne ressecada, não é mesmo.

Geralmente, em aves natalinas, já há indicação na embalagem sobre o tempo de cozimento. Mas, deixo abaixo uma tabela que pode ajudar você:

Peso da aveTempo de cozimento
2 kg1h à 180° + 20 min a 200°
3kg1h20 à 180° + 20 min a 200°
4kg1h40 à 180° + 20 min a 200°
5g2h10 à 180° + 20 min a 200°

De qualquer forma, é importante saber que esses tempos são uma base, já que cada ave tem um tempo de cozimento diferente.

Mais dicas para deixar sua ceia de Natal mais gostosa

Loja naminhapanela

By Cami

A cami cuida de toda a curadoria de conteúdo, concepção de receitas, estratégia digital e do food styling do naminhapanela. E tem sempre uma receita de família para testar e trazer por aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *