Esse mini guia de como fazer farofa vai te ajudar com dicas super simples a preparar essa iguaria.

Confira as melhores dicas e receitas para fazer a farofa perfeita!

O acompanhamento perfeito

Inegavelmente a farofa é um desses pratos que acompanham perfeitamente os pratos mais típicos brasileiros. Seja como acompanhamento da moqueca, como também da feijoada, assim como do churrasco é provável que nenhuma dessas preparações estejam completas se não tiver farofa.

Além disso, é uma receita coringa para o dia a dia, capaz de trazer ainda mais sabor e textura para as preparações mais simples.

Farofa de bacon
A clássica farofa de bacon deixa qualquer um com água na boca

E, certamente, o melhor atributo é a versatilidade, que permite uma variação de sabores para se encaixar perfeitamente no seu cardápio.

Farofa simples

Sem dúvida é possível fazer uma farofa extremamente simples tendo como base um tipo de gordura e uma farinha.

É provável que a mistura mais clássica seja a manteiga com a farinha de mandioca, mas você pode variar bastante nessa combinação.

Como gordura, por exemplo, é possível utilizar banha de porco, azeite, azeite de dendê e até mesmo o óleo de coco (as últimas 3 opções renderão uma versão vegana).

E em relação a farinha, é possível até mesmo abrir mão da de mandioca e variar ainda mais nas preparações.

Qual a melhor farinha para a farofa?

Inegavelmente a farinha mais utilizada para fazer farofa é a de mandioca. Mas você sabia que até ela é vendida de formas diferentes?

Em resumo, não existe um tipo que seja o ideal, sendo possível adaptar a sua receita ao seu gosto. Como por exemplo:

  • A farinha de mandioca é vendida em gramaturas diferentes, assim como em tostagens diferentes. Dessa forma existe a farinha mais fina e uma com textura mais grossa. Assim como é possível comprar ela crua e levemente tostada;
  • Além disso, a farinha de mandioca também pode ser encontra em outras apresentações, geralmente bem típicas de algumas regiões do país, como por exemplo a farinha d’água, a bijusada (bijú);
  • Da mesma maneira, você pode usar farinha de milho (cuscuz), assim como a panko (feita de migalhas de pão) para versões diferenciadas de farofa.

Com isso, minha sugestão é você experimentar e definir qual o tipo que você mais gosta. Por aqui, com toda a certeza, variamos entre a farinha de moagem mais grossa e torrada e a panko.

Dicas para fazer a farofa perfeita

Fazer farofa é extremamente simples, afinal para uma receita simples basta misturar a gordura e a farinha na proporção certa. Mas de fato, algumas dicas podem ajudar a deixar a sua farofa ainda mais perfeita, como por exemplo:

  • O modo de preparo pode variar conforme a farinha escolhida. Por exemplo, a farinha panko cozinha bem rápido e você precisa tomar cuidado para não queimar. Em compensação, caso escolha uma farinha crua (sem nenhuma torra), pode ser que precise cozinhar por um pouco mais de tempo;
  • O ponto da farofa é uma questão de gosto. É provável que você já tenha provado versões mais sequinhas e outras mais molhadinhas. Da mesma forma, é possível deixar sua farofa mais crocante (deixando mais torrada), assim como macia só alterando o tempo de preparo;
  • Mais ou menos recheio também é uma questão de escolha. Caso prefira mais farinha do que bacon, ovos, banana ou seja lá qual for o recheio escolhido, só não se esqueça de verificar se será necessária mais gordura para sua receita não ficar seca.
Farofa de banana
Sem dúvidas, essa farofa de banana da terra vai te conquistar na primeira garfada.

Como armazenar farofa

É possível cozinhar uma quantidade maior de farofa para ter sempre o acompanhamento pronto para as mais diversas refeições. E, sem dúvida, a durabilidade da maioria das receitas é bem grande, podendo ficar fora da geladeira por muitas horas sem estragar.

Porém, caso eu vá consumir minha muitas e muitas horas após a preparação, ou até mesmo, nos dias mais quentes, eu sempre prefiro levar o acompanhamento para a geladeira.

Para isso, transfiro para um pote que possa ser fechado hermeticamente e deixo nas prateleiras menos geladas da geladeira. Antes de consumir, retiro alguns minutos para voltar a temperatura ambiente e/ou transfiro para uma frigideira para esquentar ligeiramente.

OBSERVAÇÃO IMPORTANTE: Nunca guarde ainda quente, isso porque ao abafar você irá criar umidade dentro do pote e isso poderá molhar sua farofa.

Melhores receitas de farofa

Não perca essas dicas! Salve no seu Pinterest

Como fazer farofa

O que você acha?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nenhum comentário para essa receita. Seja o primeiro :)

Anterior
Tostada de doce de leite
Como fazer farofa

Política de Privacidade