Categorias
colunas comemos por aí

Onde comer em Buenos Aires

Sem dúvidas Buenos Aires é uma cidade para ser aproveitada com calma. Certamente seus dias serão regados a muito café, alfajor, carne e doce de leite.

Como escolhemos onde comer?

Antes de mais nada, nós começamos o nosso planejamento para uma viagem semanas antes de chegar ao nosso destino. E para garantir boas experiências, buscamos inspirações em blogs, sites e redes sociais. Mas antes de incluir um local na lista, olhamos 2 pontos:

  • Avaliações: geralmente usamos o Tripadvisor para ver as últimas avalições do local. Normalmente optamos por lugares que tenham 4 estrelas (de avaliação) para cima. Utilizamos o site também, para durante a viagem, confirmar se um lugar novo que encontramos pode ser uma opção. E eu te garanto, isso já nos ajudou a sair de algumas roubadas!
  • Menu: tentamos sempre buscar a informação sobre o que o restaurante serve (para ver se existem opções que curtimos) e principalmente os preços médios, assim conferimos se o local se encaixa no nosso orçamento de viagem. E se for o caso, nos organizamos para investir um valor maior em uma refeição específica. Geralmente essa informação consta no site/ redes sociais e quando não, muitas vezes é possível encontrar fotos no google ou no tripadvisor.

Cafés em Buenos Aires

Antes demais nada é importante você saber que Buenos Aires é uma cidade que começa o dia mais tarde. Principalmente durante os dias mais frios. Se você for para rua antes das 9h é provável que não encontre muita coisa aberta.

Além disso, os portenhos tem costume de beber café não só de manhã, como também no final do dia (o que chamam de merenda). Na verdade, é provável que eles bebam café o dia todo!

Para começar o dia você pode optar pelos cafés mais tradicionais espalhados pela cidade. Ou se arriscar nas diversas opções que garantem a bebida com mais qualidade.

Mas, certamente, temos algumas dicas que vão fazer você se apaixonar!

  • Café La poesia: café clássico em San Telmo. Foi lá onde comi pela primeira vez a tostada com manteiga e doce de leite e te garanto, deliciosa!
  • Casa Telma: também em San Telmo é bem em frente ao mercado tem uma variedade incrível de guloseimas! Perfeito para quem quer fazer um pit stop antes de encarar a feira aos domingos

Onde tomar café em Palermo

Como nesta última vez ficamos hospedados em Palermo, acabamos fazendo um verdadeiro tour pelos cafés do bairro que é uma delícia de se hospedar.

Na região é possível encontrar inúmeros cafés que vendem a bebida feita de grãos nobres e métodos diferenciados de filtragem. Se você ama café, com toda a certeza, vai adorar nossas indicações:

  • Lattente: eles se vendem como torradores de café. E nesse café pequenino, com mesas do lado de fora, você vai poder tomar um café honesto e muito bem feito. Não há muitas opções de comidas, mas ao lado tem uma confeitaria capaz de fazer qualquer um se apaixonar.
  • Haciendas: a loja é gigante, e pelo que vimos, muitas pessoas escolhem o local para reuniões e encontros. O menu é bem variado;
  • Dorina café: o grande diferencial é estar aberto às segundas. E as opções servidas no local são deliciosas;
  • Duca: numa esquina de Palermo, nos deparamos com esse café delicioso. Foi lá que comi um dos melhores cinnamon rolls que já comi na vida;
  • Cuervo Café:

Sem dúvida, uma informação bastante importante é que em todos os locais que fomos, as porções são realmente grandes. Dessa forma, se você pretende se acabar no almoço e no jantar, pode ser ideal dividir o que for pedir. Outra opção é apostar nas medialunas, um tipo de croissant com casquinha açucarada, que geralmente tende a ser menor.

Mais cafés em Buenos Aires

Outras indicações que acabamos não indo, mas deixamos marcas para as próximas viagens:

Assim como o super famoso Café Tortoni. Mas confesso que as longas filas me desencorajaram de ir nas 2 vezes que estivemos na cidade. Além disso, dispensamos as inúmeras unidades da Havanna que encontramos a cada esquina, porque é uma experiência que acabamos tendo aqui no RJ.

O que comer no café da manhã em Buenos Aires

Como falei, Buenos Aires é a cidade com mais cafés por quarteirão que eu já conheci.
Além disso, as opções para o café da manhã tendem a ser mais adocicadas. Por isso, quem ama começar o dia com um docinho, vai se apaixonar.

Confira o que não deixar de provar

  • Medialunas: provavelmente você vai encontrá-las em qualquer lugar onde parar para tomar um café. Lembra um croissant, mas de massa mais fofinha e bastante amanteigada. Além disso, possui uma camada adocicada por cima. Geralmente se encontra na versão bem simples, mas alguns lugares servem ela recheada também.
  • Tostadas: as famosas tostadas servem de base para diversos acompanhamentos. Mas, sem dúvida, a versão mais clássica é servida com dips (como eles chamam os acompanhamento) diversos. Os que mais vi foram: manteiga, doce de leite, marmeladas (geleias) e queijo crema (um creme de queijo bastante cremoso que lembra mascarpone)
  • Alfajor: impossível resistir aos alfajores argentinos. Mas além das inúmeras opções industrializadas que você encontra nas lojas especializadas, kioskos e supermercados, nos cafés é possível experimentar versões artesanais bem diferentes. Eu provei um com massa de amêndoas, que sem dúvidas foi um dos mais gostosos da viagem.
  • Capuccino: se você não sabe, a Argentina tem uma grande população com descendência italiana, possivelmente por isso, café é coisa séria por lá. Assim como no país europeu, os capuccinos são deliciosos, cremosos e com um toque de café perfeito.
  • Budins: uma versão de bolo, com a massa um pouco mais densa do que geralmente comemos no Brasil.
  • Tortas: eu já falei que eles comem muito de manhã né? Falei também que eles amam doces certo? Rs…

Os melhores restaurantes de Buenos Aires

Buenos Aires é reconhecida por suas carnes e culinária de origem italiana. É provável que você possa ter ouvido opiniões diversas sobre a culinária do país, mas eu te garanto, nas 2 vezes que estivemos por lá, comemos MUITO bem!

El Preferido

Abaixo compartilho alguns dos lugares que fomos e adoramos:

  • El Preferido: Sem dúvida, ele merece a fama que tem. Dos mesmos donos do famoso Don Julio, o restaurante tem um menu variado, extremamente bem executado e com preço justo. Gostamos tanto, que voltamos 2 vezes. Dica: se você ama gastronomia, tente arrumar um lugar no balcão e se delicie observando a cozinha aberta;
  • Mercado Soho: Definitivamente os mercados gourmets estão em alta em qualquer cidade do mundo. Sem dúvida é uma ótima opção para grupos e para provar tipos de culinárias diferentes;
  • Mercado de San Telmo: É provável que essa tenha sido a melhor surpresa da viagem. Há 8 anos atrás quase não existiam restaurantes no local. Agora vai ser difícil encontrar um lugar pra sentar. DICA: evite o mercado aos domingos, dia de feira em San Telmo;
  • Cuccina Paradiso: Como falei, Buenos Aires tem muita influência da culinária italiana. Por isso, há inúmeros restaurantes de massa espalhados pela cidade. E o melhor, a maioria deles conta com produção artesanal. O cuccina paradiso também tem diversas unidades espalhadas na cidade e lá é possível não só se deliciar com uma comida deliciosa, como também comprar comidinhas para levar (caso vocês esteja em um apartamento).

Mais restaurantes em Buenos Aires

Outras indicações que acabamos não indo, mas deixamos marcadas para as próximas viagens:

Don Julio: nossa experiência na melhor churrascaria de Buenos Aires

É provável que vocês estejam se perguntando: “Vocês não vão falar sobre o Don Julio?” Sim, vamos, mas por pouco não deixamos ele de fora. Isso porque a gente prefere optar por restaurantes mais locais e menos badalados. Além disso, ter sempre fila na porta é algo que nos afasta um pouco de experiências como essa.

Mas a pessoa que fez nosso transfer do aeroporto para o airbnb indicou que a gente considerasse o local. Além disso, a conversão extremamente favorável do câmbio eliminava a desculpa de que não queríamos pagar caríssimo em um restaurante.

Pois bem, um dia passamos no local exatamente às 12h, horário de abertura e estava vazio. Não resistimos e entramos. E se você me pergunta: é tudo isso mesmo? SIM!

O serviço é impecável. A parrilla fica a olhos vistos e a comida deliciosa. Nossa sugestão, bem diferenciada, é escolher as verduras assadas na parrilla. Certamente você vai se supreender.

Para você ter uma ideia (lembrando que conseguimos a conversão de 1 para 42), nossa conta saiu por 15 mil pesos, ou seja, pouco mais de R$ 350,00, com vinho, entrada e prato principal (que depois percebemos que poderíamos ter deixado passar, porque eles servem um pãozinho delicioso e mini empanadas no couvert).

Restaurantes baratos em Buenos Aires que vale conferir

Mesmo com o câmbio favorável, nem sempre nossa verba para viagem comporta restaurantes mais caros todos os dias. Na verdade, confesso ter descoberto verdadeiras delícias me permitindo experimentar opções locais de comidas baratas.

Em Buenos Aires não foi diferente e nos deliciamos com os locais abaixo:

  • El Hornero: Localizado no mercado de San Telmo, o lugar vende empanadas deliciosas, fresquinhas e baratas. Vale super fazer uma degustação e se deliciar com esse prato típico argentino;
  • La Mezzetta: É provável que seja a experiência com mais cara de boteco de todas as viagens que eu fiz. Mesmo distante dos bairros mais turísticos vale a ida. Lá você come uma fugazetta (pizza de queijo e cebola) super tradicional e fresquinha. Mas se você gosta de luxo e conforto, esse certamente não é o seu lugar;
  • Chori: Com alguma unidades espalhadas por Buenos Aires o Chori é um fast food de choripan que certamente você deve incluir na sua lista. Para quem não sabe, o choripan é um sanduíche de pão com linguiça, que nesse restaurante ganha versões bem diferentes;
  • The Burger Joint: Se você não abre mão do hambúrguer, certamente esse é o lugar para você! Muitos consideram o melhor hambúrguer da cidade;
  • La Choripaneria: Mais uma opção para comer o choripan. Provavelmente um pouco mais gourmetizado que o Chori mas igualmente delicioso;
  • Bulls BBQ Smoke House: Churrasco americano em terras argentinas? Sim, e é perfeito! Deliciosamente defumado e com preço super justo.

Outra opção é conferir as pizzarias da cidade. Andando pelas ruas de Palermo achamos uma com pizzas de fermentação natural com preços incrível que tem feito parte dos nossos sonhos gastronômicos até agora.

O que não deixar de provar em Buenos Aires

Como falei anteriormente, nas 2 vezes que estivemos na cidade, nos deliciamos com as comidas portenhas. Pode ser que nossa escolha cuidadosa possa ter evitado algumas roubadas, mas eu te garanto que seguindo nossas dicas você vai comer super bem.

Mas, independente do restaurante, tem algumas comidas que você não pode deixar de provar quando estiver em Buenos Aires.

O que comer em Buenos Aires

  • Os famosos cortes de carnes: Sem dúvida o país é conhecido por seus cortes de carne macios e deliciosos. E realmente não nos decepcionamos com o que comemos em nenhum local que nós fomos;
  • Papas fritas: É provável que seja o acompanhamento mais comum para os cortes de carne. E nada mais é do que batatas fritas. E fica difícil fugir dessa combinação tão deliciosa;
  • Milanesas gigantes: Milanesa em Buenos Aires é coisa seríssima. E eu não estarei mentindo se eu falar que não vi nenhuma milanesa pequena! Além disso, é possível encontrar nas versões mais simples, assim como com coberturas diversas (queijo, tomate e afins);
  • Choripan: Quer um fast food típico argentino? Aposte no choripan. Na versão mais simples, é feito de pão, linguiça (chorizo) e de vez em quando, chimichurri. Mas hoje em dia já é possível encontrar versões bem diferentes com adição de novos sabores;
  • Chimichurri: Falando nele, certamente é importante incluir na sua lista. Todos que experimentamos eram feitos de ingredientes frescos e traz ainda mais sabor não só para seus cortes de carne como também para o choripan e até mesmo para as empanadas;
  • Empanadas: Outro clássico que você não pode deixar de provar. Possivelmente você vai encontrar opções com recheios diferentes, mas pelo que vimos, o sabor mais clássico é uma mistura de carne com legumes e ovos. Além disso, há versões fritas e assadas (ambas deliciosas);
  • Sobremesas: Não poderíamos deixar esse item de fora! Em todos os locais que fomos, certamente são as doces com doce de leite que chamam atenção. Nossa dica é experimentar os sorvetes, o crepe recheado, assim como o flan (parecido com nosso pudim). Os 2 últimos servidos com doses generosas de doce de leite. Mas, se você não curte muito esse tipo de doce, pode apostar no tiramissú.

Cervejarias em Buenos Aires

Como assim cerveja na Argentina? Pois é, por aqui, qualquer viagem vira um tour cervejeiro. Com um aficionado pela bebida, é bem difícil a gente não se aventurar na descobertas de bares com produção local e/ou artesanal.

Se você também ama cerveja e não quer beber Quilmes, vem conferir esses lugares imperdíveis:

  • Strange Brewing: Você bebe as cervejas praticamente dentro da linha de produção! Além disso, é possível provar todas as cervejas antes de pedir, tem régua de degustação e o atendimento é bem explicativo sobre cada cerveja. Aqui também é possível pedir 1/2 Pint, o que não é muito comum, mas muito legal por dar oportunidade de provar mais rótulos. Certamente foi onde encontrei mais variedades de estilos para beber. Além disso há venda de cervejas em lata;
  • Bronson Brewing: Uma micro cervejaria com grande apelo também para a gastronomia. Além de combinações novas nos ingredientes dos pratos (como a empanada com massa de milho), as cervejas também brincam com a inclusões de frutas e vegetais. Se por acaso, quando você for estiver plugada a cerveja com pepino não deixe de experimentar. Certamente você não vai se arrepender;
  • Brewlife: Há 8 anos atrás estivemos aqui em uma experiência mais intimista. De lá pra cá o lugar se transformou em um enorme brewpub, com uma nano cervejaria onde são produzidos muitos rótulos dos mais variados estilos. São mais de 40 torneiras de chopp, em sua maioria argentinas, sendo pelo menos 10 delas com cervejas produzidas na casa. Os estilos são os mais variados: IPA Whisky, Porter com coco e baunilha, Barley Wine, Honey Beer e mais uma infinidade de estilos que vão agradar os cervejeiros mais experientes. A casa funciona com auto serviço, então é só ir no caixa pegar sua ficha e retirar sua cerveja no bar. Além disso, no local também é servido um menu com pratos preparados a base de algum tipo de cerveja ou malte;

Mais cervejarias que valem um pint

Comprar vinho na Argentina

Sem dúvida, dependendo do câmbio que você conseguir, beber vinho será vantajoso até mesmos nos restaurantes mais badalados. Além disso, em qualquer lugar que você vá, o cardápio irá oferecer opções para todos os gostos e sabores.

Mas, sem dúvida, comprar vinho nos grandes mercados vai te fazer economizar muitos pesos. Se você é um especialista em vinhos e busca rótulos mais exclusivos, possivelmente essa dica não é para você.

Porém, se você é um apreciador que busca rótulos mais comuns, e que aqui no Brasil possuem um preço bem alto, certamente vai se surpreender com o preço praticado nos mercados. Nós compramos alguns rótulos no Coto, grande rede argentina. Mas é possível encontrar ótimas opções em lojas como Carrefour ou no Jumbo.

Sorvetes argentinos

Impossível falar da Argentina sem falar dos sorvetes. Certamente, a primeira marca que vem a sua cabeça é o famosíssimo Freddo. Na 1ª ida a cidade, também me deliciei por lá. Mas como a marca já chegou por aqui, deixei ela de fora e me aventurei a experimentar novos lugares, como por exemplo:

  • Rapanui: Sorvetes de vários sabores e 1001 opções de chocolates, vão te deixar na dúvida sobre o que comer primeiro;
  • Cadore: Mais uma opção com diversas unidades pela cidade e que tem um sorvete de doce de leite incrível;
  • Cremolatti: Cansados de doce de leite? Pois arrumem um espacinho pra mais essa opção.

Doce de leite e Alfajor para trazer

É provável que esse tópico também crie algumas polêmicas, afinal, existem marcas super tradicionais que vendem alfajores e doce de leite que se tornaram quase o souvenier oficial da viagem para a Argentina.

Mas e se eu te disser que será nos mercados e nos kioskos, onde você vai encontrar as opções mais amadas pelos locais (e por mim também).

  • Afajor Jorgito: eu te garanto que você certamente vai amar essa delícia. Sem dúvida é meu preferido da vida (aliás, quem for para BA pode trazer pra mim!). E o melhor, muito mais barato que as opções famosas;
  • Doce de leite: não vou negar, acho os doces de leite mineiros mais gostosos que os argentinos. Mas, como uma boa viciada em doce de leite, é impossível sair de Buenos Aires sem uns potinhos de doce de leite. Aqui também acho que as opções do mercado também oferecem um melhor custo benefício. Minhas indicações são: La Sereníssima e o Milkaut. Sempre escolhe a opção “reposteiro” por ser mais grossinho e perfeito para comer em colheradas.
  • Mais doce de leite: Mais do que o doce de leite cremoso, eu te indico a investir alguns pesos em Vauquitas, barrinhas de doce de leite de comer rezando. E o melhor, bem baratinho, fácil de encontrar e ótimo presente para trazer para os amigos.

Gorjeta em Buenos Aires: como funciona

É provável que essa seja a dúvida de muitos, assim como era a nossa.

A maioria dos restaurantes que fomos não cobravam os 10% tão comum no Brasil. Pelo que fiquei sabendo, no país não há um percentual estabelecido, então sempre nos baseamos nos 10%. Claro que, se o atendimento era excepcional, esse percentual aumentava um pouco.

Outra coisa que você precisa saber é que alguns locais cobram uma taxa de cubierto. Geralmente é calculada por pessoa. A taxa é referente ao serviço de mesa (utilização os utensílios) e é diferente da gorjeta. De fato, não vimos em muitos locais, mas a taxa não tem como ser retirada. Então, é bom conferir no menu se há alguma informação sobre a cobrança.

Mais dicas para uma viagem a Buenos Aires

  • Hospedagem: Sem dúvida essa dica é muito importante. Da 1ª vez que fomos ficamos em San Telmo e adoramos. Mas da última vez nos hospedamos em Palermo e certamente foi a melhor opção. O bairro é calmo e com ótimas opções de lojas e restaurantes. Nós ficamos em um Airbnb e foi ótimo, já que tinha uma cozinha para pequenos preparos;
  • Câmbio: A Argentina sofre com a desvalorização da moeda, com isso, existe o famoso câmbio paralelo. Mas muito cuidado ao trocar seu dinheiro, busque uma casa de câmbio de confiança. Nós optamos por utilizar o Western Union e a experiência foi ótima. Na época que viajamos (jun/22) o câmbio oficial estava 1 para 23 e conseguimos trocar por 1 para 42. Isso vai te ajudar a aproveitar mais a cidade gastando bem menos;
  • Transporte: Certamente o que mais fizemos foi andar, rs… Mas do aeroporto para a hospedagem (e vice e versa) usamos o transfer do pessoal da My Little Buenos Aires e amamos o serviço. Dentro da cidade, usamos uber umas 4 vezes, pagando em dinheiro (se você pagar no cartão usará a conversão oficial).

Confira mais dicas de viagem

  • Amsterdam é sem dúvida uma das nossas cidades favoritas do mundo, e com as nossas dicas, você certamente também vai se deliciar;
  • Se você está programando uma super trip para a Toscana, vem conferir as delícias que comemos por lá;
  • Agora, se você quer aproveitar o Rio de Janeiro, temos super dicas para você.

Não perca essas dicas! Salve no seu Pinterest

Por Cami

A cami cuida de toda a curadoria de conteúdo, concepção de receitas, estratégia digital e do food styling do naminhapanela. E tem sempre uma receita de família para testar e trazer por aqui.

2 respostas em “Onde comer em Buenos Aires”

Amei a materia com dicas de Buenos Aires. Há tempos pretendo viajar e conhecer a cidade. Todas as dicas, neste caso, são ótimas e valiosas, pois acima de tudo, economizar é a palavra da vez. Obrigada!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Sair da versão mobile