fbpx

banana com creme e crocante de amêndoa

por Posted on

preciso admitir que no desafio de preparar um menu para harmonizar com cervejinhas pensar numa sobremesa foi o mais tenso! gente, eu cresci vendo a galera combinar cerveja principalmente com comidas gordurosas e de preferência fritas, rs…  e depois de pesquisar, pedir ajuda pros universitários, desbanquei o chef e fui eu mesma preparar essa sobremesa, simples mas com aquele gostinho de quero mais.

eu queria um doce que não tivesse gostos muito marcantes, mas que tivesse personalidade pra brincar com o gosto da cerveja.  e então, na primeira garfada seguida do primeiro gole, garanti 3 sorrisinhos de canto de boca… mas calma hein, cada cerveja combina com um tipo de sobremesa tá? dá só uma olhada como a que escolhemos casa com a ideia dessa receitinha!

sobre a Buddha

hoje apresentaremos mais uma cerveja da família das Ales, que são conhecidas por serem cervejas de alta fermentação, o que realça os sabores mais complexos, frutados e lupulados deste tipo.

Conversando com o Fernando, o primo cervejeiro, fiquei mais apaixonada ainda pela Buddha, a cerveja de hoje.

Ele descreveu tão bem, mas tão bem, que eu não acho justo descrevê-la com as minhas palavras. Então, segue a apresentação da Buddha pelo seu criador: “A Buddha tem uma abordagem americana de fazer Pale Ale, com uma adição generosa de lúpulos australianos, que conferem um aroma de frutas tropicais marcante. Além disso, para complementar o aroma, ela tem adição de polpa natural de manga durante 5 dias na sua maturação.

Tem um amargor assertivo e levemente balanceado pelo dulçor da manga e dos maltes.”
Para acompanhá-la, você pode optar por queijos duros (como cheddar e grana padano), Hambúrguer, Sushis e sashimis, além de sobremesas mais simples, que levem fruta.

Vai dizer que não deu vontade de experimentar?

por Carol, irmazita
DSCF2212
então para combinar com essa Pale Ale,  rolou uma sobremesa que pode ser feita em 2 momentos. um antes dos seus convidados chegarem, e a montagem na hora de servir. simples, simples! anota aí!
para o creme misture numa panela 1 lata de leite condensado, a mesma medida de leite, 2 gemas (o ideal é retirar aquela película que envolve ela), 1 colher de sopa de extrato de baunilha e 1 colher de sopa de amido de milho diluída em um pouco de leite. com o fogo baixinho, vá mexendo sempre até formar um creme bem grossinho. então, em uma frigideira antiaderente junte 1 xíc. de amêndoa laminada com 1 colher de sopa de açúcar e deixe o açúcar derreter e ir caramelando. quando esfriar, vai ficar tudo grudadinho, então vc vai dar uma quebradinha ;-) na hora de servir, grelhe as bananas (o ideal é que estejam bem maduras) numa frigideira com um pouco de açúcar.
eu montei uma versão para todos irem comendo juntos! mas se você preferir pode arrumar em potinhos individuais fofos. para servir comecei com uma camada generosa de creme e fui intercalando com as bananas e por cima as amêndoas.
tão gostosa que deu até vontade de comer agora enquanto escrevo esse post pra vcs :-D
banner-post

O que você acha?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Nenhum comentário para essa receita. Seja o primeiro :)

Anterior
mingnon de porco com chutney de manga
banana com creme e crocante de amêndoa