molho de tomate caseiro

na cozinha muitas vezes a persistência leva a perfeição. foi exatamente o caso desse molho.

 

a primeira tentativa de fazer molho de tomate foi um fracasso! acho que o negócio não cozinhou direito e ficou meio amargo sei lá… aí que na receita do ensopado húngaro o rafa usou o tomate processado e o molho ficou lindão, aí entendemos o que a gente tava fazendo de errado: cozinhando por pouco tempo!

a versatilidade dessa receita está no fato dela servir como base para várias outras e pelo fato dela poder ser congelada e servir de coringa para aqueles dias de preguiça intensa.

a primeira e essencial etapa é escolher tomates bonitos, bem vermelhinhos.

para essa receita usamos cerca de 1/2k de tomate, que depois de bem lavados e limpos (sem sementes) foram processados no liquidificador com pele e tudo (minha nona italiana vai puxar meu pé a noite, rs)… se quiser congelar, essa é hora, jogue em saquinhos plásticos e freezer… mas calma aí não tá pronto não!!! por aqui usamos para fazer um molho de macarrão, então refogamos com cebola, alho, azeite, pimenta calabresa e um tantinho de sal e em fogo baixo deixamos cozinhar por aproximadamente 30 min… se você quiser um molho base é só não colocar os temperos mas deixar cozinhando pelo mesmo tempo… e aí que acontece a mágica, aquele monte de tomate processado vira um molho grossinho e bem vermelhinho. quanto mais tempo na panela, mas encorpado ele fica…

e então naquele dia que você tá com uma super preguiça de cozinhar basta esse molhinho bem temperado e um macarrão rapidinho para você ser feliz… mas não vou mentir que já sonhei com uma salsa mexicana bem apimentada, ui…


Olha isso aqui...