molho béchamel

durante anos evitei o béchamel, não conseguia entender essa técnica de primeiro fritar a farinha para depois colocar o leite. isso pra mim sempre remetia a molho empelotado, mas eu tomei coragem e comecei a me arriscar, hj em dia conseguimos ter uma relação amigável, rs…

Alguns dizem q esse molho tem origem francesa, outros dizem ser italiana. Em séculos passados era considerado peça chave para muitas receitas mas tbm já teve épocas em que foi renegado por utilizar a farinha para ser engrossado. Polêmicas à parte, uma coisa é certa, ele é super prático e funciona super bem puro ou como base para outros molhos.

Como já li em alguns lugares que esse tal é receita obrigatória para qualquer cozinheiro que se preze decidi dividir como se faz com vocês… por mais que eu ainda ache que não saber fazer béchamel não é nenhum crime naum, rs…

numa panela você vai derreter 2 colheres de sopa bem cheias de manteiga, e vai adicionar 4 colheres de sopa de farinha de trigo e em fogo baixo vai mexer, sem parar, até que fique com um aspecto parecido com uma massinha. agora você vai adicionar 1 xícara de leite em temperatura ambiente – aos pouquinhos para que a farinha possa desolver sem empelotar. tempere com sal e noz moscada à gosto. agora é deixar ferver um pouquinho até ele ficar com a textura de um creme.

aí você vai fazer e falar: poxa empelotou, e eu te digo: lindinhos dá uma batida com o mixer e volte pro fogo, rs… é pessoas, isso já aconteceu comigo e no momento do desespero decidi que não ia jogar uma panela de molho no lixo. o inventor do tal deve estar se revirando no túmulo nesse exato minuto, mas digo pro seu moço: querido pra tudo se dá um jeitinho!!!

ah e se vc achar ele basicão assim meio sem gracinha faça como eu e adicione uma cebolinha, um queijinho, uma pimenta do reino ou o que a sua imaginação mandar!!!

 


Olha isso aqui...